sábado, 28 de fevereiro de 2009

APRENDENDO AS NORMAS DE CIRCULAÇÃO
MOTORISTA
REQUISITOS PARA A AQUISIÇÃO DA CNH
· Ser penalmente imputável (18 anos);
· Saber ler e escrever;
· Possuir carteira de identidade ou equivalente;
· Possuir CPF.
CATEGORIAS:
· Categoria “A” – veículo motorizado de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral;
· Categoria “B” – veículo motorizado cujo PBT não exceda a 3.500Kg e cuja lotação não exceda a oito lugares, excluído o motorista;
· Categoria “C” – veículo motorizado utilizado no transporte de carga cujo PBT exceda a 3.500Kg.
· Categoria “D” – veículo motorizado utilizado no transporte de passageiro, cuja lotação exceda a oito lugares, excluído o motorista.
· Categoria “E” – combinação de veículo em que a unidade tratora se enquadre nas categorias B, C, ou D e cuja unidade acoplada (reboque, semi-reboque) ou articulada, tenha 6.000Kg ou mais ou cuja lotação exceda a oito lugares, ou ainda, seja enquadrado na categoria trailer.
DOCUMENTOS DE PORTE OBRIGATÓRIO
· Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo CRLV (Somente o original);
· Carteira Nacional de Habilitação ou Permissão, na categoria exigida para o veículo conduzido. (Só pode ser apresentado o original);
TIPOS DE INFRAÇÕES E PONTUAÇÃO NA CARTEIRA DE HABILITAÇÃO
· GRAVÍSSIMA – 180 UFIR – 7 Pontos;
· GRAVE - 120 UFIR - 5 Pontos;
· MÉDIA - 80 UFIR - 4 Pontos;
· LEVE - 50 UFIR - 3 Pontos.
OBSERVAÇÕES:
· As infrações gravíssimas podem ser agravadas e receberem como fator de multiplicação (3X) ou (5X) podendo chegar a 540 UFIR ou 900 UFIR, respectivamente.
· As infrações podem ser atribuídas ao proprietário, ao embarcador/transportador ou ao condutor.
NORMAS DE CIRCULAÇÃO – MOTORISTA
· Todo veículo, para poder circular deve ter todos os equipamentos obrigatórios em perfeito estado de funcionamento;
· O condutor deve ser habilitado para conduzir o veículo e portar todos os documentos de porte obrigatórios;
· Condutor e passageiros devem sempre usar o cinto de segurança;
· Não se deve transportar crianças menores de 10 anos no banco da frente;
· A circulação deve ser sempre pelo lado direito da via, admitindo-se as exceções devidamente sinalizadas;
· Guardar distância de segurança lateral e frontal em relação aos demais veículos;
· Não transitar nem estacionar ou parar sobre passeios, calcadas ou acostamentos, salvo em circunstâncias prevista pela lei;
· Os veículos precedidos de batedores terão prioridade de trânsito, respeitando-se as demais normas de circulação;
· Os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente;
· A ultrapassagem deverá ser feita sempre pela esquerda, exceto quando o veículo a ser ultrapassado estiver sinalizando o propósito de entrar à esquerda;
· A ultrapassagem não poder ser efetuada em local com sinalização horizontal do tipo faixa contínua;
· Usar luz baixa em vias iluminadas e luz alta em vias não iluminadas, exceto ao cruzar com outro veículo;
· O pisca alerta só deve ser utilizado em imobilizações ou situações de emergência ou quando determinado pela regulamentação da via;
· Não se dever frear bruscamente o veículo, salvo por razões de segurança;
· O embarque e desembarque deve ser feito sempre pelo lado da calçada, exceto para o condutor;
· O condutor deve sempre respeitar os limites de velocidades estabelecidos para a via na qual trafega;
· Não se deve jamais avançar o sinal vermelho;
· Não dirigir sob efeito de álcool ou qualquer substância entorpecente;
· Não dirija com sono ou estando muito cansado.


MOTOCICLISTA

EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA
Capacete com viseira ou óculos de proteção;
Vestimentas de couro ou outro material resistente;
Luvas;
Botas resistentes.
NORMAS DE CIRCULAÇÃO
Transitar sempre pela direita, obedecendo toda a sinalização;
Não transportar mais de um passageiro;
Não transportar crianças menores de sete anos;
Usar sempre o capacete de segurança, tanto o condutor como o passageiro;
Estacionar perpendicularmente à guia da calçada(meio-fio) e junto a esta;
Não ultrapassar pela direita, salvo quando o veículo da frente sinalizar que irá entrar para a esquerda;
Segurar sempre o guidom com as duas mãos;
Não fazer malabarismo, equilibrando-se apenas em uma roda;
Não transportar passageiros fora do assento ou em carro lateral;
Manter sempre o farol aceso a qualquer hora do dia ou da noite;
Não transportar cargas incompatíveis com as especificações do veículo;
Não transitar em vias de trânsito rápido ou rodovias, salvo se houver acostamento ou faixa específica (motonetas);
EQUIPAMENTOS E DOCUMENTAÇÃO
O condutor de motocicleta deverá sempre:
Ser habilitado na categoria “A”, qualquer que seja o tipo de motocicleta a ser conduzida;
Sempre portar a documentação sua e do veículo, e estando estas atualizadas;
Manter os equipamentos obrigatórios sempre em perfeito estado de funcionamento (retrovisores, buzina, descarga com silencioso, setas indicativas de direção, farol, lanternas, freios, etc).
I M P O R T A N T E
Jamais conduza uma motocicleta sob efeito de álcool ou qualquer outra substância entorpecente.
Lembre-se que isso pode representar a diferença entre a vida e a morte.

A Força da Segurança Pública

O carnaval de Floriano mostrou mais uma vez que quando as forças de segurança pública se unem em favor da comunidade, tudo transcorre dentro do que chamamos normalidade. Mais uma vez as Polícias Militar, Civil, Rodoviária Federa e SUTRAN não mediram esforços para garantirem a segurança dos foliões que vieram a Floriano brincar o carnaval. O resultado dessa harmonia foi um carnaval tranquilo, sem ocorrências de natureza grave. No trânsito das rodovias, mais uma vez não registramos nenhum óbito. Foram registrados apenas 04 acidentes, todos de natureza leve, com três pessoas saindo levemente feridas. Houve um aumento de cerca de 30% no volume de veículos que chegaram a Floriano nos primeiros dias da festa. Que o exemplo de Floriano seja seguido pelos demais municípios, com todas os órgãos de segurança unidos num só ideal, que é o de preservar a incolumidade das pessoas e de seus bens.

Todos estão de parabéns.

Welington Batistab Rodrigues

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Educar ainda é a melhor saída

A cada dia que passa mais pessoas, principalmente jovens, perdem suas vidas no trânsito ou ficam com sequelas irreversíveis. As tentativas de diminuir esses números quase sempre têm passado pelo caminho da repressão, da multa, pois acredita-se que mexendo no bolso do motorista, vai-se diminuir o número de infrações e, consequentemente, de acidentes. Mas o que se tem visto não é bem assim. É necessário que os órgãos integrantes do Sistema Nacional de Trânsito e o Governo como um todo adotem políticas públicas voltadas para a educação de trânsito, pois só educando o nosso motorista, ciclista, motociclista e pedestre é que vamos efetivamente colher bons resultados no futuro. Acredito muito na educação das crianças, pois é bem mais fácil educá-las para o trânsito do que aos adultos, já cheios de vícios. Cada real que se gasta na prevenção de acidentes, certamente se economizará outros quatro em tratamentos. É preciso que as autoridades, que ficam estarrecidas quando acontece um acidente aéreo matando dezenas de pessoas e tomam todo tipo de medidas para evitarem outros, o que é louvável, não consigam estarrecer-se com 35.000 mortos por ano no trânsito brasileiro. Precisamos nos unir para que mais pessoas não percam suas vidas nesta selvageria em que se trânsformou o trânsito em nosso país. Tenho um projeto de Educação de Trânsito para ser implantado no meu município,mas infelizmente, somos barrados por falta de recursos para a implementação desse projeto. Posteriormente, colocarei o projeto no blog. Um grande abraço. Welington Batista.